Herdeiros de João Gilberto estão em pé de guerra por indenização milionária

A morte de João Gilberto não representou apenas o adeus ao maior cantos brasileiros de todos os tempos. Abriu-se uma guerra familiar pelo espólio do criador da bossa nova. São cinco contentores judiciais: os irmãos João Marcelo, 58, Bebel Gilberto, 53, e Luisa Carolina, 15 (a caçula representada pela mãe, Cláudia Faissol). Ainda participa Maria do Céu, namorada de João em seus anos finais.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A morte de João Gilberto não representou apenas o adeus ao maior cantos brasileiros de todos os tempos. Abriu-se uma guerra familiar pelo espólio do criador da bossa nova. São cinco contentores judiciais: os irmãos João Marcelo, 58, Bebel Gilberto, 53, e Luisa Carolina, 15 (a caçula representada pela mãe, Cláudia Faissol). Ainda participa Maria do Céu, namorada de João em seus anos finais. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "em termos de bens, até agora é tudo bem esquálido. Não há imóveis legados, por exemplo, embora uma ou outra peça tenha seu valor histórico-financeiro, como violões dedilhados pelo baiano."

A matéria, no entanto, mostra o que tanto interessa a todos os filhos: "mas há os direitos autorais que João recebia periodicamente, estimados entre R$ 12 mil e R$ 30 mil ao mês, fora uma indenização milionária que a EMI deve ao artista, ainda alvo de impasse judicial. Este é, aliás, o único ponto que une os herdeiros —todos concordam que o pai foi lesado pela gravadora."

Na esfera dos afetos, há também disputa: "outra cizânia, esta não mensurável monetariamente, é pelo afeto a João Gilberto. Seus filhos e amores passados vivem duelando para saber quem mais amou e quem mais falhou com o músico. No ano passado, o cliente mais fiel do Degrau deixou de encomendar o filé que tanto gostava do restaurante. Uma ação de despejo levou João a sair de seu apartamento na rua Carlos Góis, no Leblon."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email