Justiça dos EUA rejeita proposta da atriz Amber Heard para novo julgamento com Johnny Depp

A artista é acusada de ter difamado o ator Johnny Depp, 59 anos, seu ex-marido

www.brasil247.com - Johnny Depp e Amber Heard
Johnny Depp e Amber Heard (Foto: Reuters)


247 - A Justiça dos Estados Unidos rejeitou, nesta quarta-feira (13),  o argumento dos advogados da atriz e modelo norte-americana Amber Heard de que um dos jurados cometeu irregularidades. A artista é acusada de difamação com o ator Johnny Depp, 59 anos, seu ex-marido. As informações foram publicadas em reportagem da CNN Brasil.

Em junho, Amber foi condenada a pagar US$ 10,35 milhões em danos a Depp, quando um júri no condado de Fairfax, Virgínia, disse que ela difamou o ator  de "Piratas do Caribe" em um artigo de opinião de publicado no jornal The Washington Post. Segundo Depp, ela o difamou quando chamou o artista de "uma figura pública que representa abuso doméstico".

O ator negou ter batido em Heard, 36, e disse que ela ficou violenta no relacionamento do casal. 

De acordo com a juíza Penny Azcarate, não existia "evidência de fraude ou irregularidade" pelo jurado. "O devido processo foi garantido e fornecido a todas as partes neste litígio", escreveu a magistrada. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email