Obra encerra silêncio sobre vida notável de guerrilheiro gay

Deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) destaca que o historiador James Green, professor da Universidade Brown (EUA), em seu novo livro, "interroga atenta e profundamente o silêncio da historiografia do Brasil recente em relação à atuação de Herbert Daniel (1946-1992) na resistência à ditadura militar e à ascensão da epidemia de Aids nos anos 80"

Obra encerra silêncio sobre vida notável de guerrilheiro gay
Obra encerra silêncio sobre vida notável de guerrilheiro gay (Foto: Dir.: Reprodução)

247 - "Quando na Comissão Nacional da Verdade e da Memória (que não foi também da Justiça, já que nenhum dos torturadores e ditadores foi julgado por seus crimes), em conversa com Paulo Sérgio Pinheiro, um de seus membros, eu disse que era tarefa daquela comissão interrogar não só os documentos e testemunhas, mas também o silêncio e os mortos", diz o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) em texto publicado no jornal Folha de S. Paulo.

"O historiador e brasilianista americano James Green, professor da Universidade Brown (EUA), em seu novo livro, interroga atenta e profundamente o silêncio da historiografia do Brasil recente em relação à atuação de Herbert Daniel (1946-1992) na resistência à ditadura militar e à ascensão da epidemia de Aids nos anos 80. Trata-se da apaixonante biografia "Revolucionário e Gay: A Extraordinária Vida de Herbert Daniel – Pioneiro na luta pela democracia, diversidade e inclusão" (ed. Civilização Brasileira), cujo prefácio tive a honra de assinar", continua.

O parlamentar afirma haver "algo que funda um laço profundo" com Herbet Daniel, "que nos constitui como comunidade que continua no tempo, mesmo que alguns — talvez muitos — de nós tentem a vida inteira desfazer ou esconder esse laço; e esse algo é a experiência com as diferentes expressões da homofobia desde a infância". "Para muitos destes, inclusive para o próprio Herbert Daniel, o diagnóstico de HIV positivo significou uma saída compulsória do armário e um duplo estigma", acrescetna Wyllys.

"Num momento em que, para salvar vidas, o discurso de muitos grupos de homossexuais organizados contra a epidemia de Aids era o medo, associando HIV e morte, Daniel ousou dizer que a cura da Aids viria da solidariedade e da derrubada dos preconceitos — uma diferença que teria impacto nos discursos sobre a Aids em todo mundo ocidental. Herbert Daniel foi fundamental para que hoje possamos viver e gozar de mais liberdades e direitos no Brasil. Seria uma injustiça que sua história fosse silenciada ou apagada na reconstrução da memória social de fatos que mudaram o país. Por isso, essa biografia escrita por James Green é tão relevante e potente. E escrita como um apaixonante romance".

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247