Piccoli: ator que trabalhou com Godard, Hitchcock e Buñuel morre de AVC aos 94 anos

O ator francês Michel Piccoli também trabalhou com outros grandes diretores, como Jean Renoir, Alain Resnais, Jacques Demy e Agnès Varda

Ator Michel Piccoli
Ator Michel Piccoli (Foto: REUTERS/Jean-Paul Pelissier/Arquivo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um dos atores mais importantes da história do cinema francês, Michel Piccoli, faleceu no último dia 12 de maio aos 94 anos, anunciou a família nesta segunda-feira, 18. O motivo da morte foi um acidente vascular cerebral (AVC).

Piccoli ficou conhecido por sua atuação em “O Desprezo” (1963), de Jean-Luc Godard, em que atuou com Brigitte Bardot, e outros filmes como “As Coisas da Vida” (1970), de Claude Sautet, e “A Bela da Tarde” (1967), de Luis Buñuel.

Além disso, o ator francês também trabalhou com diretores como Jean Renoir, Alain Resnais, Jacques Demy, Agnès Varda e Alfred Hitchcock. Ele atuou em mais de 150 longas metragens, em mais de 50 anos de carreira, e foi indicado quatro vezes ao prêmio César, apesar de nunca ter vencido. No Festival de Cannes, entretanto, ganhou o prêmio de melhor ator por “Salto Nel Vuotto” (1980)

Foi indicado quatro vezes ao prêmio César, o mais prestigiado do cinema francês, mais recentemente com "A Bela Intrigante" (1991), mas nunca venceu. Foi premiado, no entanto, no Festival de Cannes, como melhor ator por "Salto Nel Vuoto" (1980), de Marco Bellocchio.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247