Alta de impostos acaba com unanimidade de Meirelles no governo

A decisão de aumentar os impostos para cobrir o rombo nas contas públicas acabou com a unanimidade do ministro da a política econômica do ministro d Fazenda, Henrique Meirelles, no governo; debate sobre a meta fiscal voltou à pauta, e ganha força de novo a ideia de adotar uma meta mais frouxa, que admita um déficit maior, mas com menor custo político

Bras�lia - Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente Michel Temer durante anuncio do pacote de medidas econ�micas (Beto Barata/PR)
Bras�lia - Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente Michel Temer durante anuncio do pacote de medidas econ�micas (Beto Barata/PR) (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A unanimidade política em torno da equipe econômica sofreu abalos com a decisão do governo de aumentar impostos para cobrir o rombo nas contas públicas.

E o debate sobre a meta fiscal voltou à pauta.

Ganha força de novo a ideia de adotar uma meta mais frouxa, que admita um déficit maior, mas com menor custo político.

A tese foi defendida desde o início do governo por ministros e pelo senador Romero Jucá. Caso vença, será o primeiro sinal de enfraquecimento de Henrique Meirelles. Temer terá que fazer sua escolha.

As informações são da coluna Poder em Jogo de O Globo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247