André Esteves diz estar inconformado com a repercussão de seu áudio, em que ele fala como dono do Brasil e de Bolsonaro

No áudio, ele revelou como exerce influência sobre a Câmara dos Deputados, o Banco Central e o Supremo Tribunal Federal

www.brasil247.com - André Esteves
André Esteves (Foto: REUTERS/Tuane Fernandes)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – O jornal Valor Econômico publicou longa coluna de Maria Cristina Fernandes, editora do jornal, em que tratou o banqueiro André Esteves como "um pedagogo que não aprende". Foi uma crítica sutil ao empresário por falar demais, feita pelo jornal, que também lembrou que ele foi preso no passado por supostamente cometer os mesmos pecados. No áudio publicado pelo 247, ele se jacta de exercer forte influência sobre a Câmara dos Deputados, o Banco Central e o Supremo Tribunal Federal. Além disso, praticamente confessou que ajudou a operar o golpe de 2016 contra a ex-presidente Dilma Rousseff – golpe que colocou milhões de brasileiros na fome e na miséria, levando a jornalista Cristina Serra a dizer que seu áudio revela um Brasil refém de meia dúzia de espertalhões.

No Valor, Maria Cristina Fernandes também relata que Esteves estaria indignado. "André Esteves está em Riad, capital da Arábia Saudita, para encontro de investidores. A interlocutores manifestou inconformidade com a repercussão da palestra, vazada pelo site 247. Disse que se limitou a dar sua opinião - aos clientes e às autoridades que o procuraram", escreve.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email