Anfavea defenderá maior flexibilidade trabalhista

Setor automotivo vai defender uma maior flexibilização das leis trabalhistas no Brasil para evitar um número ainda maior de demissões, disse nesta segunda-feira, 25, o novo presidente da Anfavea, Antonio Megale; "Estamos muito preocupados em manter o nível de emprego e evitar novas demissões, também porque temos uma mão-de-obra especializada é não é bom perdermos esses profissionais", disse Megale 

Setor automotivo vai defender uma maior flexibilização das leis trabalhistas no Brasil para evitar um número ainda maior de demissões, disse nesta segunda-feira, 25, o novo presidente da Anfavea, Antonio Megale; "Estamos muito preocupados em manter o nível de emprego e evitar novas demissões, também porque temos uma mão-de-obra especializada é não é bom perdermos esses profissionais", disse Megale 
Setor automotivo vai defender uma maior flexibilização das leis trabalhistas no Brasil para evitar um número ainda maior de demissões, disse nesta segunda-feira, 25, o novo presidente da Anfavea, Antonio Megale; "Estamos muito preocupados em manter o nível de emprego e evitar novas demissões, também porque temos uma mão-de-obra especializada é não é bom perdermos esses profissionais", disse Megale  (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SÃO PAULO (Reuters) - O setor automotivo vai defender uma maior flexibilização das leis trabalhistas no Brasil para evitar um número ainda maior de demissões, disse nesta segunda-feira o novo presidente da Anfavea, associação que representa as montadoras de veículos, Antonio Megale.

"Estamos muito preocupados em manter o nível de emprego e evitar novas demissões, também porque temos uma mão-de-obra especializada é não é bom perdermos esses profissionais", disse ele a jornalistas.

(Por Aluisio Alves)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email