Após entregar Eletrobras, Temer quer cortes nos Correios e demissões na EBC

Governo de Michel Temer já mudanças no plano de saúde dos Correios; em outra frente, o Planalto enviou ao Planejamento uma proposta de Programa de Desligamento Voluntário para servidores da EBC, a Empresa Brasil de Comunicação, que cuida, entre por exemplo, da TV Brasil; quer estimular cerca de 500 dos 2.500 funcionários a pedir demissão

Governo de Michel Temer já mudanças no plano de saúde dos Correios; em outra frente, o Planalto enviou ao Planejamento uma proposta de Programa de Desligamento Voluntário para servidores da EBC, a Empresa Brasil de Comunicação, que cuida, entre por exemplo, da TV Brasil; quer estimular cerca de 500 dos 2.500 funcionários a pedir demissão
Governo de Michel Temer já mudanças no plano de saúde dos Correios; em outra frente, o Planalto enviou ao Planejamento uma proposta de Programa de Desligamento Voluntário para servidores da EBC, a Empresa Brasil de Comunicação, que cuida, entre por exemplo, da TV Brasil; quer estimular cerca de 500 dos 2.500 funcionários a pedir demissão (Foto: Aquiles Lins)

247 - Para fazer caixa e tentar fechar o déficit de R$ 159 bilhões para este ano, Michel Temer iniciou uma sanha privatista no governo. Depois de anunciar a venda da Eletrobras, o que fará com que o preço da energia elétrica dispare no País (leia mais), o governo mira cortes nos Correios e na Empresa Brasil de Comunicação (EBC). 

Segundo a coluna Painel, da Folha, Temer vai discutir mudanças no plano de saúde dos Correios. Hoje, os servidores arcam com 5% da despesa e a estatal com o restante. Integrantes da direção dos Correios dizem que os gastos com o pagamento de planos de saúde foram responsáveis por um deficit de R$ 300 milhões no ano passado. Já os servidores da estatal acusam a gestão Temer de "sucatear" sua estrutura para poder vendê-la.

Em outra frente, o Planalto enviou ao Planejamento uma proposta de Programa de Desligamento Voluntário para servidores da EBC, a Empresa Brasil de Comunicação, que cuida, entre por exemplo, da TV Brasil. Quer estimular cerca de 500 dos 2.500 funcionários a pedir demissão.

 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247