Auditoria da Caixa sugere investigar presidente do banco

Uma investigação independente contratada pela Caixa Econômica Federal recomendou que o banco dê continuidade à apuração sobre suspeitas de que o presidente da instituição, Gilberto Occhi, tenha pedido propina para repassar a seu partido, o PP

Auditoria da Caixa sugere investigar presidente do banco
Auditoria da Caixa sugere investigar presidente do banco (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

247 - Uma investigação independente contratada pela Caixa Econômica Federal recomendou que o banco dê continuidade à apuração sobre suspeitas de que o presidente da instituição, Gilberto Occhi, tenha pedido propina para repassar a seu partido, o PP.

O trabalho foi produzido pelo escritório de advocacia Pinheiro Neto, a pedido de um comitê independente da Caixa.

A equipe de investigação sugere que seja averiguada a suposta atuação de Occhi "visando à obtenção de propinas por parte de políticos do PP, no período em que ele ocupou a Vigov (Vice-presidência de Governo), entre setembro de 2013 e maio de 2014".

As acusações têm como base depoimentos prestados pelo corretor Lúcio Funaro à 10ª Vara Federal.

Funaro, que firmou acordo de delação com a Justiça, afirmou que Occhi tinha uma "meta de propina" para repassar ao PP. "Qualquer verba da Caixa para sair, tudo quanto é verba do governo, tinha que passar pela diretoria dele. Tinha que passar na vice-presidência dele", disse Funaro, em relação à atuação de Occhi. "E ele tinha uma meta, que não sei de quanto era. Meta de propina", disse o delator.

As informações são de reportagem no Valor.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247