Banco Central corta gastos com viagens de servidores

O Banco Central (BC) vetou até 31 de dezembro deste ano, despesas com diárias e passagens para treinamento e aperfeiçoamento de pessoal e participação em reuniões; de acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União, a medida está relacionada à necessidade de adequação da autarquia a restrições orçamentárias estabelecidas para 2015

BRASÍLIA, DF, 01.07.2011: BANCO CENTRAL DO BRASIL - Vista do Banco Central do Brasil (BC ou BACEN), em Brasília. (Foto: Bia Fanelli/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 01.07.2011: BANCO CENTRAL DO BRASIL - Vista do Banco Central do Brasil (BC ou BACEN), em Brasília. (Foto: Bia Fanelli/Folhapress) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Branco, Repórter da Agência Brasil - O Banco Central (BC) vetou até 31 de dezembro deste ano, despesas com diárias e passagens para treinamento e aperfeiçoamento de pessoal e participação em reuniões. De acordo com portaria publicada hoje (6) no Diário Oficial da União, a medida está relacionada à necessidade de adequação da autarquia a restrições orçamentárias estabelecidas para 2015.

Não estão incluídas na proibição os deslocamentos do presidente do BC, Alexandre Tombini, de seu chefe de gabinete, de assessores que o acompanhem e dos diretores, secretário-executivo e procurador-geral do banco.

A portaria prevê que as viagens de servidores para missões consideradas imprescindíveis, como de fiscalização de obras do BC, apoio a regimes especiais e participação em audiências judiciais, precisam de autorização mediante justificativa. A norma cancela as autorizações para viagens no país, exceto aquelas com passagens adquiridas até a última segunda-feira (4).

De acordo com o texto, os deslocamentos para eventos de importância estratégica para a autarquia podem ser autorizados pelo presidente do BC. Fica proibida a participação de mais de um servidor em eventos no exterior, exceto com autorização do presidente.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247