BC seguirá acumulando dólares, garante Tombini

Em audincia no Senado, presidente da instituio refora que a poltica explcita do Banco acumular reservas ao longo do tempo

BC seguirá acumulando dólares, garante Tombini
BC seguirá acumulando dólares, garante Tombini (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Agência Brasil e Estado - O Banco Central (BC) continua em processo de acumulação de reservas de reservas internacionais. A informação foi dada pelo presidente da instituição, Alexandre Tombini, em audiência pública no Senado, hoje (28). De acordo com ele, o BC tem como política explícita a acumulação de reservas ao longo do tempo.

Ontem (27), as reservas internacionais somavam US$ 355,438 bilhões. O BC tem promovido este mês várias operações de compra de dólar, em momentos de queda da moeda. Essas compras contribuem para elevar o saldo das reservas internacionais e evitar uma valorização excessiva do real ante a moeda norte-americana.

Cobrança de multas

Alexandre Tombini afirmou que a autoridade monetária "vem apreendendo esforço adicional" na cobrança de multas devido às irregularidades de instituições financeiras. "Naturalmente, todas as aplicações de multa seguem processo administrativo e legal. Estamos intensificando recuperação de multas e crédito do banco. Há espaço para avanço" afirmou.

Tombini acrescentou que, conforme o Tribunal de Contas da União (TCU), o Banco Central é uma das autarquias que mais arrecadam com multas. Tombini fez essas declarações durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) foi o último parlamentar a fazer uma pergunta ao presidente do BC. Na prática, ele teceu uma série de elogios a Tombini e acrescentou, brincando, que não fazia isso apenas porque o presidente da autoridade monetária é gaúcho. Ao final, Simon pediu ajuda de Tombini na cobrança da construção do estádio do Beira Rio para a Copa.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email