BNDES deve devolver R$ 33 bi à UnIão nesta quarta-feira

Diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a devolução antecipada ao governo federal de 33 bilhões  e os recursos devem ser transferidos para a União nesta quarta-feira (27); governo quer reaver do banco de fomento este ano R$ 50 bilhões para suprir as deficiências de receita

Data: 11/08/2011 Editoria: Novo Portal Valor Reporter: Mariane Goldberg Local: Rio de Janeiro, RJ Pauta: Fotos para o Novo Portal Valor - Novo Site Setor: Finaceiro Personagem: Predio do BNDES na Avenida Chile, 100 Tags: Banco Nacional de Desenv
Data: 11/08/2011 Editoria: Novo Portal Valor Reporter: Mariane Goldberg Local: Rio de Janeiro, RJ Pauta: Fotos para o Novo Portal Valor - Novo Site Setor: Finaceiro Personagem: Predio do BNDES na Avenida Chile, 100 Tags: Banco Nacional de Desenv (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou nesta terça-feira a devolução antecipada ao governo federal de 33 bilhões de reais, e os recursos devem ser transferidos para a União na quarta-feira, disse à Reuters uma fonte do banco.

O governo federal quer reaver do banco de fomento este ano 50 bilhões de reais para suprir as deficiências de receita. Os recursos fazem parte dos aportes feitos pelo Tesouro no BNDES durante os governos anteriores e que somaram cerca de 500 bilhões de reais.

A fonte disse que o banco ainda está discutindo a devolução dos outros 17 bilhões de reais este ano.

"A diretoria do banco aprovou os 33 bilhões (de reais) agora. Passou pelo conselho de administração também. No mês que vem vai se discutir outros 17 bilhões (de reais)", disse a fonte à Reuters pedindo para não ser identificada. "Os 33 bilhões de reais serão devolvidos amanhã (quarta-feira)."

Procurado, o BNDES informou que não vai comentar o assunto.

O governo federal também está cobrando do BNDES devolução de mais 130 bilhões de reais em 2018. Porém, este montante é considerado exagerado pelo banco, que acredita que a devolução poderia comprometer sua capacidade de empréstimo, justamente no momento em que a economia dá sinais de retomada.

"O valor de 130 bilhões em 2018 já mostrou se que não dá e há um processo de conversa. As contas mostram que daria para devolver até 40 bilhões em 2018", disse a fonte do BNDES.

Por Rodrigo Viga Gaier

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247