Bolsa de Nova York cancela decisão de excluir empresas chinesas

Decisão da Bolsa de Nova York de cancelar a exclusão de três empresas chinesas contraria Trump, que quer impor leis restritivas a empresas chinesas em território estadunidense e no mundo, mas ajudou a melhorar o humor em alguns mercados

Pregão na Bolsa de Ações de Nova York (NYSE) em Manhattan, nos EUA REUTERS/Brendan McDermid
Pregão na Bolsa de Ações de Nova York (NYSE) em Manhattan, nos EUA REUTERS/Brendan McDermid (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Bolsa de Valores de Nova York decidiu cancelar a decisão de excluir três empresas de telecomunicações chinesas.

“O anúncio fez com que os mercados de ações da China revertessem imediatamente as perdas do dia e entrassem em território positivo. A declaração revela poucos detalhes sobre as razões para a mudança repentina. Ainda assim, impulsionou os mercados de ações na 

China e transbordou para os regionais", comentou o analista da Oanda na Ásia, Jeffrey Halley, conforme o jornal Valor Econômico.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email