Brasil cria 47 mil empregos formais em novembro

Esse é o melhor resultado para o mês de novembro dos últimos três anos, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira 20; criação de vagas formais no País no mês passado alcançou saldo de 47.486, um crescimento de 0,12% em relação ao mês anterior; no acumulado do ano, o emprego teve crescimento de 3,91%, com o acréscimo de 1.546.999 postos de trabalho formais

Esse é o melhor resultado para o mês de novembro dos últimos três anos, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira 20; criação de vagas formais no País no mês passado alcançou saldo de 47.486, um crescimento de 0,12% em relação ao mês anterior; no acumulado do ano, o emprego teve crescimento de 3,91%, com o acréscimo de 1.546.999 postos de trabalho formais
Esse é o melhor resultado para o mês de novembro dos últimos três anos, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira 20; criação de vagas formais no País no mês passado alcançou saldo de 47.486, um crescimento de 0,12% em relação ao mês anterior; no acumulado do ano, o emprego teve crescimento de 3,91%, com o acréscimo de 1.546.999 postos de trabalho formais (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ivan Richard
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A criação de empregos formais no país em novembro alcançou saldo de 47.486, um crescimento de 0,12% em relação ao mês anterior, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Esse é o melhor resultado para o mês de novembro dos últimos três anos. As admissões no mês passado atingiram 1.618.426 e as demissões 1.570.940.

De acordo com o Ministério do Trabalho, a expansão de três dos oito setores pesquisados pelo Caged sustentou o crescimento dos postos formais de trabalho. Destaque para o comércio, com mais 103.258 pontos de trabalho, e o setor de serviço (44.825). Somados, os dois setores superam a queda de posto de trabalho em outros setores, especialmente na indústria da transformação (menos 34.266).

No acumulado do ano, o emprego teve crescimento de 3,91%, com o acréscimo de 1.546.999 postos de trabalho formais. No período de janeiro de 2011 a novembro de 2013, a criação de empregos, de acordo com o Caged, alcançou 11,20%, o que corresponde a um aumento de 4.937.357 de postos formais de trabalho.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247