Bresser: corrupção é a grande vitoriosa com o golpe

Para o ex-ministro dos governos José Sarney e Fernando Henrique Cardoso Luiz Carlos Bresser-Pereira, a votação do impeachment na Câmara “foi uma grande derrota da esquerda moderada que governou o país desde 2003, e uma grande derrota da democracia brasileira, que saiu profundamente arranhada”; “Mas foi também uma derrota dos liberais democratas, que se desmoralizaram ao se associarem à grande e verdadeira vitoriosa – a corrupção – representada pelo presidente da Câmara dos Deputados e pelos partidos de negócio que aprovaram o impeachment”, diz

Para o ex-ministro dos governos José Sarney e Fernando Henrique Cardoso Luiz Carlos Bresser-Pereira, a votação do impeachment na Câmara “foi uma grande derrota da esquerda moderada que governou o país desde 2003, e uma grande derrota da democracia brasileira, que saiu profundamente arranhada”; “Mas foi também uma derrota dos liberais democratas, que se desmoralizaram ao se associarem à grande e verdadeira vitoriosa – a corrupção – representada pelo presidente da Câmara dos Deputados e pelos partidos de negócio que aprovaram o impeachment”, diz
Para o ex-ministro dos governos José Sarney e Fernando Henrique Cardoso Luiz Carlos Bresser-Pereira, a votação do impeachment na Câmara “foi uma grande derrota da esquerda moderada que governou o país desde 2003, e uma grande derrota da democracia brasileira, que saiu profundamente arranhada”; “Mas foi também uma derrota dos liberais democratas, que se desmoralizaram ao se associarem à grande e verdadeira vitoriosa – a corrupção – representada pelo presidente da Câmara dos Deputados e pelos partidos de negócio que aprovaram o impeachment”, diz (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para o ex-ministro dos governos José Sarney e Fernando Henrique Cardoso Luiz Carlos Bresser-Pereira, a corrupção foi a grande vitoriosa da votação do impeachment na Câmara.

Leia abaixo seu post publicado no Facebook:

A grande vitoriosa

Depois da votação na Câmara dos Deputados o impeachment está praticamente decidido. Não é realista esperar que o Senado mude o quadro. Esse impeachment ficará na história política do Brasil como um dos seus momentos mais irresponsáveis – como o momento em que a nação brasileira se dividiu de maneira profunda e a ideia de um acordo nacional cedeu lugar à luta de classes, manejada por uma elite econômica e política que, diante das dificuldades econômicas e da corrupção política, se encheu de ódio e decidiu derrubar o governo. Esta foi uma grande derrota da esquerda moderada que governou o país desde 2003, e uma grande derrota da democracia brasileira, que saiu profundamente arranhada. Mas foi também uma derrota dos liberais democratas, que se desmoralizaram ao se associarem à grande e verdadeira vitoriosa – a corrupção – representada pelo presidente da Câmara dos Deputados e pelos partidos de negócio que aprovaram o impeachment.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247