Com medo de caminhoneiros, Bolsonaro manda Petrobras cancelar aumento do diesel

O perigo de uma reação dos caminhoneiros levou o governo a determinar que a Petrobras voltasse atrás na decisão de aumentar o preço do diesel nas refinarias anunciado na quinta-feira (11)

Com medo de caminhoneiros, Bolsonaro manda Petrobras cancelar aumento do diesel
Com medo de caminhoneiros, Bolsonaro manda Petrobras cancelar aumento do diesel (Foto: Marcelo Pinto/APlateia)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O perigo de uma reação dos caminhoneiros levou o governo a determinar que a Petrobras voltasse atrás na decisão de aumentar o preço do diesel nas refinarias anunciado na quinta-feira (11).

A empresa justificou o recuo afirmando que há margem para adiar o aumento do diesel.

"Depois do anúncio do aumento, Bolsonaro determinou que a companhia revisasse a alta no preço do combustível. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que o diesel é importante para os caminhoneiros e para o transporte de cargas. Também afirmou que um reajuste maior seria um solavanco na economia", informa o G1

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247