CSN tem prejuízo de R$ 615 mi no 2º trimestre

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) teve prejuízo de R$ 615 milhões de abril a junho, frente a um lucro líquido de R$ 19 milhões no mesmo trimestre do ano anterior;  lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 801 milhões, queda de 39% ante o segundo trimestre de 2014

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) teve prejuízo de R$ 615 milhões de abril a junho, frente a um lucro líquido de R$ 19 milhões no mesmo trimestre do ano anterior;  lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 801 milhões, queda de 39% ante o segundo trimestre de 2014
A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) teve prejuízo de R$ 615 milhões de abril a junho, frente a um lucro líquido de R$ 19 milhões no mesmo trimestre do ano anterior;  lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 801 milhões, queda de 39% ante o segundo trimestre de 2014 (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) teve prejuízo de 615 milhões de reais de abril a junho, frente a um lucro líquido de 19 milhões de reais no mesmo trimestre do ano anterior.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou 801 milhões de reais, queda de 39 por cento ante o segundo trimestre de 2014.

As vendas de aço ficaram praticamente estáveis, com variação negativa 0,2 por cento, para 1,261 milhão de toneladas, frente ao período de abril a junho de 2014. Na comparação com os três primeiros meses do ano a houve queda de 10 por cento no volume vendido.

As vendas para o mercado interno representaram 60 por cento do total, queda de 13 pontos percentuais na mesma base de comparação. Já as vendas de subsidiárias fora do Brasil subiram 11 pontos no comparativo anual, assumindo participação de 36 por cento no total comercializado pela companhia.

Apesar disso, a receita líquida recuou 9 por cento sobre o segundo trimestre do ano passado, a 3,687 bilhões de reais, pressionada pela queda de 17 por cento no volume vendido de minério de ferro, que caiu a 5,987 milhões de toneladas no segundo trimestre.

A empresa terminou junho com dívida líquida de 20,8 bilhões de reais, alta de 24 por cento sobre igual período de 2014. A relação dívida líquida sobre Ebitda disparou a 5,61 vezes ante 2,71 vezes em junho do ano passado e 4,76 vezes ao final de março deste ano.

 

(Por Alberto Alerigi Jr.)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email