Denúncias inicias da Zelotes devem atingir 30 pessoas

Justiça deve apresentar em agosto denúncias de fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander; um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf; investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões

www.brasil247.com - Justiça deve apresentar em agosto denúncias de fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander; um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf; investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões
Justiça deve apresentar em agosto denúncias de fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander; um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf; investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões (Foto: Roberta Namour)


247 - A juíza Mariana Boré, da 10ª Vara Criminal de Brasília, autorizou a quebra do sigilo bancário de vários envolvidos na Operação Zelotes, e as primeiras denúncias devem ser feitas, em agosto.

Na primeira fase, advogados serão a maioria entre os denunciados, mas servidores também podem ser incluídos. Segundo reportagem de Talita Fernandes e Fabio Fabrini, serão denunciadas 30 pessoas em cinco pedidos, por fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander.

Um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf. Investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões (leia mais).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email