Denúncias inicias da Zelotes devem atingir 30 pessoas

Justiça deve apresentar em agosto denúncias de fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander; um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf; investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões

www.brasil247.com - Justiça deve apresentar em agosto denúncias de fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander; um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf; investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões
Justiça deve apresentar em agosto denúncias de fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander; um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf; investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A juíza Mariana Boré, da 10ª Vara Criminal de Brasília, autorizou a quebra do sigilo bancário de vários envolvidos na Operação Zelotes, e as primeiras denúncias devem ser feitas, em agosto.

Na primeira fase, advogados serão a maioria entre os denunciados, mas servidores também podem ser incluídos. Segundo reportagem de Talita Fernandes e Fabio Fabrini, serão denunciadas 30 pessoas em cinco pedidos, por fatos ligados aos casos Mitsubishi e Santander.

Um débito da Mitsubishi foi reduzido em 99% em 2010, quando a empresa reverteu uma dívida de R$ 266 milhões para menos de R$ 1 milhão após julgamento no Carf. Investigadores também apuram irregularidades envolvendo débitos do Santander na ordem de R$ 3,3 bilhões (leia mais).

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email