Dilma pode intervir em estaleiro pernambucano

Presidente quer afastar empreiteiras Camargo Correa e Queiroz Galvo do controle, entregando o leme sul-coreana Samsung; o motivo so as falhas na entrega das embarcaes

Dilma pode intervir em estaleiro pernambucano
Dilma pode intervir em estaleiro pernambucano (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – As atividades do estaleiro Atlântico Sul, no Porto de Suape, em Recife, já preocupam a presidente Dilma Rousseff. Incomodada com os atrasos na entrega dos navios e das falhas apresentadas pelas embarcações, a presidente quer que as duas empreiteiras que estão à frente do projeto, Camargo Corrêa e Queiroz Galvão, cedam o controle do empreendimento à sul-coreana Samsung. Este tema é a manchete principal de hoje do jornal Valor Econômico.

O Atlântico Sul já recebeu 22 encomendas da Transpetro, subsidiária da Petrobras, que somam R$ 7 bilhões. No entanto, não tem conseguido atender à demanda da estatal. A Samsung, por sua vez, é uma das líderes mundiais na produção de navios, mas é minoritária na empresa, com apenas 6% do capital.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email