Dilma rebate Guedes: "não tem nada mais parasita que o setor financeiro"

À TV 247, a ex-presidente Dilma Rousseff rebate a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, que criticou os funcionários públicos, chamando-os de “parasitas”. “Parasita é quem retira dinheiro do Bolsa Família, que não fala sobre o problema da fome e retira dinheiro da Previdência”, rebateu

247 - A ex-presidente Dilma Rousseff, em entrevista concedida à TV 247, afirma que, ao contrário do que disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, que chamou os funcionários públicos de “parasitas”, o mercado financeiro é que gera o parasitismo no Brasil.

“Parasita é quem retira dinheiro do Bolsa Família, que não fala sobre o problema da fome e  retira dinheiro da Previdência”, critica a ex-presidente.

Durante evento na FGV do Rio, na última sexta-feira (7), Paulo Guedes disparou: "O hospedeiro está morrendo, o cara (servidor) virou um parasita. O dinheiro não chega no povo e ele (servidor) quer reajuste automático". Após grande repercussão negativa, o ministro pediu desculpas.

Dilma relembra que, nas gestões do PT na presidência, “foi criada toda uma qualidade no serviço público brasileiro” e que chamar os servidores de parasita “é algo mentiroso”.

Ela também critica a atuação do ministro e denuncia que a “situação da dívida externa brasileira é preocupante”. “O governo Bolsonaro está queimando todas as reservas do País”, acrescenta.

Depois da entrevista concedida por Dilma, e também nesta semana, Guedes deu outra declaração trágica, ao ofender as empregadas domésticas. Ele criticou a baixa do dólar e reclamou que estava "uma festa danada", com "empregada doméstica indo para a Disneylândia".

Inscreva-se na TV 247 e assista à íntegra da entrevista com Dilma:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247