Esperando a crise

Vão aparecer oportunidades em ações, renda fixa, imóveis. Meu único conselho… não saia comprando, não seja precipitado, pois não está claro onde é o fim do poço

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Eu não sei como você esta vendo a situação econômica atual e qual a sua previsão do que vai acontecer mas acho estamos em um atoleiro. Os últimos dois meses foram de extrema volatilidade nos mercados acionários: no dia 22 de Julho o Dow Jones atingiu a marca de 12.718 e em 10 de Setembro caiu para 10.285. Há dias em que as noticias são boas, mas na maioria das vezes são ruins. Interessante notar que não há um fato novo ou uma nova má noticia: as noticias são velhas e repetidas e mudam apenas de forma. A Grécia pode quebrar, o próximo pode ser a Espanha ou Portugal ou quem sabe os bancos com exposição a divida grega. As autoridades gregas continuam conversando com a troika - União Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu- sobre a próxima parcela de recursos que vão receber. O Euro pode acabar e a economia alemã está parando de crescer.

O Congresso americano continua dividido e não há esperanças de que propostas para estimular a economia ou criar empregos possam ser aprovadas no Congresso. Ainda que os indicadores econômicos estejam emitindo sinais diferentes e, portanto não se possa afirmar com certeza que haverá uma recessão, há suficiente evidencia de uma diminuição no ritmo do crescimento: as estimativas mostram que o gasto real do consumidor teria crescido apenas 0.4% no segundotrimestre, bem menos do que os 2.1% do primeiro trimestre e bem menos do que os 3.6% do quarto trimestre de 2010. A única prioridade dos republicanos é garantir que Obama seja Presidente uma só vez. Por outro lado Obama finalmente voltou ao cenário e mostrou uma firmeza que não se via desde que começou seu mandato. O problema é que pode ser muito tarde para ele e para a economia. Finalmente, não nos esqueçamos de que o voto do aumento do limite de endividamento não foi um voto simples e tinha várias nuances, a mais importante é que o Congresso tem que votar /decidir aonde vai cortar 1.5 trilhão antes de dezembro e se isto não acontecer o aumento do endividamento será de apenas 1,2 trilhões. Ao mesmo tempo, se os cortes não forem identificados, há um mecanismo que implementa cortes automaticamente e indiscriminadamente. Em qualquer caso o efeito na economia não será positivo.

É impossível que os mercados emergentes não sejam afetados pelos problemas do mundo desenvolvido. Além disto, eles têm seus próprios problemas. O Governo brasileiro- enquanto mandava para casa o quinto ministro acusado de corrupção- cortou subitamente a taxa de juros e isto provocou uma desvalorização de mais de 20% no reale a infação ainda é uma ameaça. A China vai acabar tendo uma redução no crescimento já que há um limite para o que se pode investir em pontes, estrada de ferro de alta velocidade, autoestradas, aeroportos, apartamentos de luxo sem a correspondente demanda. Todo este gasto foi fundamental em 2008 para responder a crise, mas dificilmente será mantido. Além disto, foi financiado pelo governo levando a um aumento na relação divida/PNB.

É possível que tenha alguém na audiência que acredite em milagre e acredite que haverá uma solução para a Grécia, que o Euro não vai acabar e que empregos serão criados nos Estados Unidos. Eu duvido.

Como tenho falado o problema da Europa reside na moeda comum e o problema do mundo desenvolvido reside nas suas lideranças. Estas lideranças decidiram, desde 2008, implementar uma nova forma de capitalismo, o capitalismo sem risco. Se você é um banco você pode fazer maus empréstimos porque o Governo virá te salvar. Alguém pode me explicar porque o Banco Central Europeu está ajudando os bancos e não os governos? Porque a população da Grécia tem que sofrer em detrimento dos que investiram em títulos gregos? Porque nos Estados Unidos aqueles já castigados pela recessão tem que temer cortes nos programas sociais enquanto as corporações continuam a deduzir milhões de dólares em gastos em "entertainement"- jogos, restaurantes, viagens para a família e outros?

Até Quarta-feira, dia 21, eu tinha dúvidas que estávamos à beira de uma recessão, mas aí veio Bernanke falar, e anunciou um programa para estimular a economia. Afora o fato que tal programa não vai estimular a economia, o simples anuncio indica que o FED não vê a economia no caminho certo. O FMI na terça feira cortou as projeções de crescimento econômico mundiaI. Mais cedo ou mais tarde as corporações vão reduzir as estimativas de resultados e lucros e, como não haverá uma boa solução para o término da tragédia grega, volatilidade vai ser a nova norma.

Não tenho muitas dúvidas que estamos a beira de uma nova crise, só que desta vez não é uma crise de crédito bancária, mas de Governos soberanos. Esta crise vai de alguma maneira começar na Europa e provavelmente na Grécia quando o Governo vai finalmente decidir não pagar. Vai se alastrar através do sistema bancário e vai ser acompanhada nos Estados Unidos pela inércia do Governo / Congresso em tomar medidas anti cíclicas. Os emergentes vão ser afetados, a Rússia primeiro por causa da queda inevitável do preço do petróleo e depois o Brasil e Índia que estão tentando combater inflação e superaquecimento. A China não ficará imune à queda da demanda internacional. Eu já errei outras vezes e gostaria de estar errada agora.

O que você pode fazer para se proteger? Como se preparar para um cenário onde os investimentos vão ter retornos mais baixos e o mercado acionário pode cair ainda mais? Numa situação destas todas as classes de ativos são afetadas e não há onde se esconder. Os conservadores estão recomendando titulos privados AAA ou açöes de empresas com alto dividendo. É uma boa opção se você não se incomodar de ter retornos minimos. Os agressivos estão "shorteando "o mercado, ou seja, apostando comtra o mercado, contra o Euro, contra o ouro, contra quase toda classe de ativo.

Lembre-se que crise significa oportunidade e se você se leu minhas newsletters anteriores- e concordou comigo- você deve ter cash e portanto pode aproveitar as oportunidades que vão aparecer. Vão aparecer oportunidades em ações, renda fixa, imóveis. Meu único conselho… não saia comprando, não seja precipitado, pois não está claro onde é o fim do poço. Paciência mais uma vez é a maior virtude.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247