Febraban: "bancos estão prontos para financiar a retomada do crescimento"

Presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, disse que o setor bancário nacional será "parte da solução" para crise econômica brasileira e não o contrário; segundo ele, os bancos brasileiros "estão preparados para financiar a retomada do crescimento econômico no Brasil"; Portugal também destacou que a Febraban já vê "sinais" de recuperação da economia; "Já vemos sinais de estabilização da atividade econômica no segundo semestre e com possibilidade de voltar a crescer no final do ano", afirmou

Presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, disse que o setor bancário nacional será "parte da solução" para crise econômica brasileira e não o contrário; segundo ele, os bancos brasileiros "estão preparados para financiar a retomada do crescimento econômico no Brasil"; Portugal também destacou que a Febraban já vê "sinais" de recuperação da economia; "Já vemos sinais de estabilização da atividade econômica no segundo semestre e com possibilidade de voltar a crescer no final do ano", afirmou
Presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, disse que o setor bancário nacional será "parte da solução" para crise econômica brasileira e não o contrário; segundo ele, os bancos brasileiros "estão preparados para financiar a retomada do crescimento econômico no Brasil"; Portugal também destacou que a Febraban já vê "sinais" de recuperação da economia; "Já vemos sinais de estabilização da atividade econômica no segundo semestre e com possibilidade de voltar a crescer no final do ano", afirmou (Foto: Paulo Emílio)

247 - O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, disse que o setor bancário nacional será "parte da solução" para crise econômica brasileira e não o contrário, como aconteceu em muitos países durante a crise econômica mundial de 2008. Segundo ele, os bancos brasileiros "estão preparados para financiar a retomada do crescimento econômico no Brasil".

De acordo com Portugal, as instituições financeiras brasileiras estão capitalizadas e possuem liquidez, o que as torna capazes de reagir rapidamente a situações econômicas adversas. Ele também afirmou que a Febraban já vê "sinais" de recuperação da economia.

"Já vemos sinais de estabilização da atividade econômica no segundo semestre e com possibilidade de voltar a crescer no final do ano", destacou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247