FGV: Agências reguladoras foram capturadas pelo governo

Pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que seis das principais agências reguladoras do país estão capturadas pelo próprio governo; dentre os 140 conselheiros e presidentes dessas agências avaliados pelo grupo de pesquisadores, 34% saíram de ministérios e outros órgãos de governo; somente 6% fizeram carreira na iniciativa privada

Pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que seis das principais agências reguladoras do país estão capturadas pelo próprio governo; dentre os 140 conselheiros e presidentes dessas agências avaliados pelo grupo de pesquisadores, 34% saíram de ministérios e outros órgãos de governo; somente 6% fizeram carreira na iniciativa privada
Pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que seis das principais agências reguladoras do país estão capturadas pelo próprio governo; dentre os 140 conselheiros e presidentes dessas agências avaliados pelo grupo de pesquisadores, 34% saíram de ministérios e outros órgãos de governo; somente 6% fizeram carreira na iniciativa privada (Foto: Roberta Namour)

247 – Uma pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que seis das principais agências reguladoras do país estão capturadas pelo próprio governo.

Dentre os 140 conselheiros e presidentes dessas agências avaliados pelo grupo de pesquisadores, 34% saíram de ministérios e outros órgãos de governo. Somente 6% fizeram carreira na iniciativa privada.

Estudo também aponta o atraso do presidente da República na indicação para os cargos vagos de conselheiros e dirigentes. Para o cargo de presidente, a campeã em assento vago foi a ANTT, que ficou 3,6 anos sem comando, seguida pela Antaq (2,7 anos).

Leia aqui reportagem de Julioa Wiziack sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247