Fitch rebaixa OGX, que acumula perdas de R$ 7 bi em valor de mercado

Agência de risco muda classificação da petrolífera de Eike Batista de B+ para B, e Moody's coloca nota de crédito em perspectiva negativa. Ações ordinárias, que passaram o pregão em alta, fecharam em queda nesta terça-feira, 3

Fitch rebaixa OGX, que acumula perdas de R$ 7 bi em valor de mercado
Fitch rebaixa OGX, que acumula perdas de R$ 7 bi em valor de mercado (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A agência de risco Fitch reduziu a classificação da OGX, empresa de petróleo do grupo OGX, do empresário Eike Batista, de B+ para B nesta terça-feira, 3, com perspectiva estável. O rebaixamento foi motivado pelo anúncio da petroleira, na semana passada, de que os níveis de produção nos primeiros poços perfurados de Tubarão Azul, na bacia de Campos, é de 5 mil barris/dia, quando o estimado, anteriormente, era de 8 mil barris/dia.

A mudança na nota da OGX deverá fazer com que a empresa leve mais tempo para deixar de ser deficitária, justificou a Fitch. O rebaixamento veio pouco depois que a Moody's também colocou a nota de crédito da empresa em perspectiva negativa.

As ações ordinárias da OGX, que passaram o dia em alta, indicando recuperação das perdas de 40,5% da semana passada, fecharam o pregão em queda de 3,17%, cotadas a R$ 6,13.

Desde a terça-feira da semana passada até esta terça-feira, a OGX Petróleo acumula desvalorização de 27,12% na Bolsa, e perdeu R$ R$ 7,35 bilhões em valor de mercado no período. A empresa valia R$ 27,08 bilhões em 26 de junho e ontem estava avaliada em R$ 19,73 bilhões, segundo a consultoria Economatica. Já o grupo EBX, que valia R$ 45,81 bilhões em 26 de junho, valia R$ 37,42 bilhões nesta terça, também segundo a Economatica.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247