FMI deve emprestar US$ 1 bilhão para o Chipre

Iniciativa foi anunciada pela diretora-geral do FMI, Christine Lagarde; crise no Chipre deve receber um socorro no valor total de US$ 10 bilhões a partir de recursos do FMI, do Banco Central Europeu e da Comissão Europeia – a chamada troika

FMI deve emprestar US$ 1 bilhão para o Chipre
FMI deve emprestar US$ 1 bilhão para o Chipre
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Fundo Monetário Internacional (FMI) analisa a possibilidade de emprestar US$ 1 bilhão para socorrer o Chipre, que passa por profunda crise econômica. A iniciativa foi anunciada pela diretora-geral do FMI, Christine Lagarde. A crise no Chipre deve receber um socorro no valor total de US$ 10 bilhões a partir de recursos do FMI, do Banco Central Europeu e da Comissão Europeia – a chamada troika.

Porém, no caso do FMI, o total do empréstimo deve ser submetido à decisão do colegiado, em maio. "As autoridades cipriotas apresentaram um programa de reformas ambicioso e de vários anos para lidar com os desafios econômicos que enfrentam", disse Lagarde.

Em nota, o FMI informou que os objetivos do programa do governo do Chipre são buscar a estabilidade do sistema financeiro, a sustentabilidade orçamentária e a recuperação da atividade econômica.

O acordo do Chipre com a troika contempla um prazo de amortização de 22 anos para os US$ 10 bilhões de euros do resgate, com juros de 2,5%. A crise econômica gerou também instabilidade política e repercussões na sociedade do país.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Edição: Graça Adjuto

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email