Foi fraudado no PIX? conheça serviço antifurto que passa a valer a partir desta terça-feira

Ferramenta permite devolução de valores em casos de suspeita de fraude. Sistema de pagamento completa um ano de operações nesta terça-feira

www.brasil247.com - Pix poderá ser usado em aplicativos de mensagens e compras online
Pix poderá ser usado em aplicativos de mensagens e compras online (Foto: © Marcello Casal Jr/Agência Brasil)


Metrópoles - Começa a funcionar, nesta terça-feira (16), o Mecanismo Especial de Devolução do PIX. O serviço viabiliza a devolução de valores nos casos de fundada suspeita de fraude ou nas situações em que se verifique falha operacional nos sistemas das instituições envolvidas na transação. O sistema de pagamentos completa um ano em operação hoje.

De acordo com o Banco Central (BC), a devolução poderá ser iniciada pelo prestador de serviço de pagamento (PSP) do usuário recebedor, por iniciativa própria ou por solicitação do PSP do usuário pagador.

Desde o lançamento do PIX, está disponível funcionalidade de devolução que permite que o usuário recebedor devolva os valores de uma transação.

Entretanto, não havia previsão de que a devolução fosse iniciada pela instituição de relacionamento do usuário recebedor. Assim, até então, em uma eventual fraude ou falha operacional, as instituições envolvidas precisavam estabelecer procedimentos operacionais bilaterais.

Segundo o BC, a instituição que efetuar uma devolução usando o mecanismo precisará notificar o usuário quanto à realização do débito na conta. Além disso, a transação constará do extrato das movimentações.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email