Fundos de investimento crescem no primeiro semestre

Renda fixa o destaque do perodo com valorizao mdia de 5,9%. Fundos de aes registram perdas

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Os fundos de investimento tiveram captação líquida de R$ 50,5 bilhões no primeiro semestre de 2011, queda de 12,2% ante igual período de 2010. Os fundos de renda fixa foram os que mais captaram, com ingressos líquidos de R$ 49,8 bilhões, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Já os multimercados, carteiras mais arriscadas que aplicam em diversos ativos, tiveram captação líquida negativa de R$ 29,7 bilhões. Os fundos de ações perderam R$ 1,88 bilhão.

Em termos de rentabilidade, os fundos de renda fixa renderam, em média, 5,92%. O melhor entre os multimercados foi a categoria juros e moedas, com ganhos de 5,88%. O CDI, o Certificado de Depósito Interbancário, que serve de referência para a maioria dos fundos, encerrou o semestre com valorização de 5,52%. Os fundos de ações, em média, não tiveram rentabilidade nos seis primeiros meses de 2011: o tipo Ibovespa Ativo foi o que se saiu melhor, com queda de 6,4%. No mesmo período o Ibovespa perdeu 10%.

Considerando 12 meses encerrados em junho, os fundos de renda fixa foram os mais rentáveis do período, com valorização média de 12,45%. Os multimercados renderam 12,15% e os fundos DIs, 11,24%. Já os fundos de ações renderam 12,72%. Considerando só os fundos que aplicam em papéis de empresas de menor porte (small caps), a alta foi de 9,11%.

O vice-presidente da Anbima, Demosthenes Pinho Neto, destaca que o Brasil já é a sexta maior indústria de fundos do mundo, representando 3,97% dos ativos globais, ante 1,7% em 2005. "Temos crescido de forma bastante consistente nos últimos anos". Para ele, a queda da captação nesse primeiro semestre deve-se a fatores como o agravamento da crise na Europa, que aumenta a aversão ao risco dos investidores.

O patrimônio das aplicações superou em fevereiro a marca de R$ 1 trilhão e fechou o semestre em R$ 1,8 trilhão. Ao todo, existem no mercado 10,9 mil fundos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email