FUP diz que Petrobrás está se especializando "em propaganda mentirosa". Veja o comercial da empresa sobre alta dos combustíveis

Coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, o comercial da Petrobrás sobre os preços dos combustíveis "omite que, individualmente, a Petrobrás fica com a maior parte do preço total". "A gestão da Petrobrás está se especializando em propaganda mentirosa"

www.brasil247.com - Deyvid Bacelar
Deyvid Bacelar (Foto: Reuters | Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Federação Única dos Petroleiros criticou a Petrobrás e afirmou que propaganda veiculada pela gestão da empresa sobre os preços dos combustíveis "não tem compromisso com a realidade dos brasileiros, que enfrentam inflação galopante por causa principalmente dos reajustes abusivos da gasolina, do óleo diesel e do gás de cozinha". De acordo com o dirigente, "a propaganda omite que, individualmente, a Petrobrás fica com a maior parte do preço total". 

"A gestão da Petrobrás está se especializando em propaganda mentirosa. Utilizou dinheiro dos brasileiros para produzir e veicular na mídia esse anúncio que esconde uma grande verdade: a gestão bolsonarista na Petrobrás explora o povo brasileiro", afirmou o coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, lembrando que em alguns postos do país já superam R$ 7,00 por litro.

De acordo com o dirigente, a "empresa esconde a verdade ao não mencionar que os seguidos reajustes são determinados pela política de Preço de Paridade de Importação (PPI) adotada pela empresa e que norteia os demais agentes do mercado". "O anúncio enganoso, em sotaque estrangeiro, adota a estratégia negacionista do Governo Federal, atribuindo a terceiros a causa principal dos aumentos dos preços da gasolina", acrescentou.

PUBLICIDADE

Pelo PPI, a direção da Petrobrás reajusta os preços de acordo com a variação do dólar e a cotação internacional do petróleo, além dos custos de importação, mesmo o Brasil sendo autossuficiente em petróleo, com grande parte de seus custos em real. Segundo cálculos da assessoria econômica da FUP, cerca de 1/3 de seus custos de produção de petróleo e refino possuem uma aderência ao câmbio e aos preços internacionais. 

"O comercial não mostra que é a gestão da Petrobrás que está aumentando o preço do combustível, forçando outros da cadeia a fazerem o mesmo. Não revela também que a Petrobrás está elevando sua participação na composição do preço: o preço da refinaria (Petrobrás) saiu de 28,7%, em 2017, e atingiu 33,4% agora, em 2021, como mostra a série histórica no quadro abaixo", disse a FUP

PUBLICIDADE
reproducao

Segundo a federação, "o comercial enganoso foge do ponto central do problema e prefere seguir a lógica do governo do presidente Jair Bolsonaro, colocando a culpa nos outros". 

Bacelar destacou que a "Petrobrás está obtendo superlucros às custas dos consumidores brasileiros, que estão sendo utilizados em antecipação de dividendos aos acionistas, totalizando R$ 63,4 bilhões (cerca de US$ 12 bilhões) em 2021". "Enquanto isso, tanta gente sem dinheiro para conseguir comprar um botijão de gás, que já representa cerca de 10% do salário-mínimo", disse.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email