Governo decreta intervenção no Postalis por 180 dias

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar decretou a intervenção no deficitário fundo de pensão dos funcionários dos Correios por um prazo de 180 dias; o Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos (Postalis) registrou sucessivos déficits a partir de 2011

Correios
Correios (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SÃO PAULO (Reuters) - A Superintendência Nacional de Previdência Complementar decretou a intervenção no deficitário fundo de pensão dos funcionários dos Correios por um prazo de 180 dias, de acordo com portaria publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União.

O Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos (Postalis), maior fundo de pensão brasileiro em número de participantes e que administra um patrimônio de 8,77 bilhões de reais, registrou sucessivos déficits a partir de 2011, após fazer apostas equivocadas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247