Governo deverá desculpas se não achar “caixa-preta”, diz ex-chefe do BNDES

O ex-presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) Paulo Rabello de Castro afirmou ser preciso "ir até o fim" na apuração da acusação de que haveria uma "caixa-preta" na instituição e que, se isso não for comprovado, é necessário um pedido de "desculpas"; "Esse é um assunto muito grave", disse

Governo deverá desculpas se não achar “caixa-preta”, diz ex-chefe do BNDES
Governo deverá desculpas se não achar “caixa-preta”, diz ex-chefe do BNDES (Foto: Dir.: Antonio Cruz - ABR)

247 - O ex-presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) Paulo Rabello de Castro afirmou ser preciso "ir até o fim" na apuração da acusação de que haveria uma "caixa-preta" na instituição e que, se isso não for comprovado, é necessário um pedido de "desculpas".

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta semana que "vai abrir a caixa-preta do BNDES", argumento usado no dia em que foi empossado o novo dirigente da instituição financeira, Joaquim Levy

Segundo Rabello, que trabalhou no governo Michel Temer, cabe ao novo governo explicar qual seria a alegada falta de transparência. "Nós todos queremos saber onde é que está o podre", afirmou ao UOL.

"Nós não vamos aceitar nada, a não ser um pedido de desculpas na ausência de caixa-preta. Por quê? Porque esse é um assunto muito grave. Lida com a competência das pessoas que estavam administrando, mesmo que não tenha sido nada alegado quanto ao meu período. Mas é alegado quanto à nossa capacidade de verificação, o que é suficientemente grave".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247