Governo Temer derrete e chefe do BNDES se demite

Governo de Michel Temer desmorona a olhos vistos; primeira a entregar os pontos e desembarcar da nau furada de Temer é Maria Silvia Bastos Marques, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que entregou sua carta de renúncia nesta sexta-feira, 26; em carta aos funcionários do BNDES, Maria Silvia ela disse que já informou sua decisão a Michel Temer e alegou razões de cunho "pessoal"; saída da executiva do banco de fomento também ocorreu poucos dias depois de o BNDES ter criado uma comissão interna para avaliar operações com a gigante de alimentos JBS; o diretor Ricardo Ramos, do quadro de carreira do BNDES, vai assumir interinamente a presidência da instituição

Rio de Janeiro - A economista Maria Silvia Bastos Marques, toma posse como nova presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no edifício-sede, centro do Rio (Tomaz Silva/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - A economista Maria Silvia Bastos Marques, toma posse como nova presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no edifício-sede, centro do Rio (Tomaz Silva/Agência Brasil) (Foto: Aquiles Lins)

(Reuters) - A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos Marques, informou pessoalmente sua renúncia do cargo ao presidente Michel Temer nesta sexta-feira, alegando motivos pessoais.

Em breve comunicado à imprensa, o banco afirmou que o diretor Ricardo Ramos, do quadro de carreira do BNDES, vai assumir interinamente a presidência da instituição.

No início do mês, descartando rumores de que sofria pressão para deixar a presidência do BNDES, Maria Silvia afirmou que "não faltava" a ela "apoio do presidente Michel Temer".

A saída da executiva do banco de fomento também ocorreu poucos dias depois de o BNDES ter criado uma comissão interna para avaliar operações com a gigante de alimentos JBS (JBSS3.SA: Cotações).

A comissão foi anunciada por Maria Silvia após a deflagração de operação da Polícia Federal encarregada de investigar fraudes e irregularidades na liberação de 8 bilhões de reais em recursos do BNDES para a JBS antes da executiva assumir a presidência da instituição.

Maria Silvia tomou posse como presidente do BNDES em 1º de junho do ano passado e desde então vinha promovendo uma série de revisões nas políticas de concessão de financiamentos do banco.

Leia a carta de Maria Sílvia aos funcionários do BNDES:

"Prezados benedenses,

Nesta sexta-feira, 26 de maio, informei pessoalmente ao presidente Michel Temer a minha decisão de deixar a presidência do BNDES.

Todos os diretores permanecem no cargo e o diretor Ricardo Ramos, pertencente ao quadro de carreira do BNDES, responderá interinamente pela presidência do Banco.

Deixo a presidência do BNDES por razões pessoais, com orgulho de ter feito parte da história dessa instituição tão importante para o desenvolvimento do país. Nas duas passagens que tive pelo Banco, como diretora, nos anos 90, e agora, como presidente, vivi experiências desafiadoras e de grande importância para a minha vida profissional e pessoal.

Neste ano à frente da diretoria do BNDES busquei olhar para o futuro, estabelecendo novos modelos de negócios e estratégias para o Banco, sem descuidar do passado e do presente, sempre tendo em mente preservar e fortalecer a instituição e seu corpo funcional.

Desejo boa sorte a todos, esperando que sigam trabalhando para que o BNDES continue sendo o Banco que há 65 anos faz diferença na vida dos brasileiros.

Um grande abraço,

Maria Silvia".

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247