Guedes confirma extensão de auxílio e promete unificar programas sociais

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou na reunião ministerial que acontece nesta terça-feira (9), em Brasília, que o auxílio emergencial deverá ser prorrogado por dois meses, para iniciar uma "aterrissagem". Serão duas parcelas de R$ 300

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou na reunião ministerial que acontece nesta terça-feira (9), em Brasília, que o auxílio emergencial de R$ 600 deverá ser prorrogado por dois meses, para iniciar uma "aterrissagem". Serão duas parcelas de R$ 300. De acordo com o titular da pasta, a ajuda será substituída por um novo programa, o Renda Brasil. Será a unificação de vários programas sociais, informou. 

No encontro Guedes também disse que o Banco Central e os bancos oficiais devem anunciar essa semana aperfeiçoamentos e novos programas de crédito. "Vamos desentupir os canais da linha de crédito para pagamento da folha de salários", prometeu ele, de acordo com o Valor Investe. "O presidente do Banco Central vai explicar hoje como faremos". 

O governo destinou R$ 36 bilhões para essa linha, mas não houve demanda. "Os canais estavam entupidos", disse o ministro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email