Guedes diz que governo vai trabalhar ‘da mesma forma’ se houver 2ª onda de Covid-19

“Se vier uma segunda onda, vamos trabalhar da mesma forma, tão decisiva quanto a primeira. Vamos ter que reagir, vamos corrigir erros ou excessos que tenhamos cometido no primeiro enfrentamento", disse o ministro da Economia, Paulo Guedes

Guedes, no Alvorada 12/8/2020
Guedes, no Alvorada 12/8/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que se o Brasil sofrer uma segunda onda da Covid-19 o governo seguirá trabalhando “da mesma forma” como vem fazendo atualmente. “Se vier uma segunda onda, vamos trabalhar da mesma forma, tão decisiva quanto a primeira. Vamos ter que reagir, vamos corrigir erros ou excessos que tenhamos cometido no primeiro enfrentamento. Mas eu confio na democracia brasileira”, afirmou Guedes nesta quinta-feira (29), segundo reportagem do jornal O Globo.  

A afirmação do ministro foi feita em alusão ao chamado Orçamento de Guerra que possibilitou uma série de gastos públicos durante a pandemia, como o pagamento do auxílio emergencial. As medidas, porém, devem deixar resultar em um rombo de cerca de R$ 900 bilhões nas contas públicas e a dívida deverá corresponder a quase 100% do Produto Interno Bruto (PIB). 

“Não tenha dúvida, daremos uma resposta igualmente decisiva e encontraremos os recursos. Entraremos numa economia de guerra, mas não é o plano A. Não é o que vemos no momento. O que vemos no momento é a doença descendo, a economia voltando, o auxílio emergencial aterrissando”, completou. 

Apesar do tom otimista, Guedes admitiu que “a solução só virá quando tivermos a vacina. Nós só estaremos livres desse pesadelo quando a vacina surgir. Enquanto isso, nós continuamos vulneráveis e ameaçados”. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247