Há uma descoordenação total do governo na reforma da Previdência, diz Lírio Parisotto

Um dos maiores investidores do mercado de capitais brasileiro, Lírio Parisotto está preocupado com os rumos da reforma da Previdência e com as condições de o governo Jair Bolsonaro aprová-la no Congresso; "Há uma descoordenação total no começo deste governo em referência a essa reforma", afirmou

Há uma descoordenação total do governo na reforma da Previdência, diz Lírio Parisotto
Há uma descoordenação total do governo na reforma da Previdência, diz Lírio Parisotto

Do Infomoney - Um dos maiores investidores do mercado de capitais brasileiro, Lírio Parisotto está preocupado com os rumos da reforma da Previdência e com as condições de o governo Jair Bolsonaro aprová-la no Congresso Nacional.

Em evento promovido pela XP Investimentos nesta quinta-feira (7), em São Paulo, o investidor criticou ruídos constantes nos discursos de membros da gestão antes de o texto oficial ser apresentado à sociedade.

"Há uma descoordenação total no começo deste governo em referência a essa reforma", afirmou.

"Cada um fala uma coisa. E o mercado está em lua de mel, não sei por quanto tempo", complementou.

Na avaliação de Parisotto, além dos desafios no campo previdenciário, é fundamental que o Brasil promova as reformas tributária e política. Mas ele é cético quanto ao êxito de tais agendas em um futuro próximo.

"Eu sou muito cético de que a reforma tributária aconteça, apesar de já ter havido várias tentativas. Ela pode acontecer, na minha opinião, nos impostos federais. Em níveis estaduais, para mim a chance é zero, porque há uma guerra total", pontuou.

Em entrevista ao Valor Econômico, Parisotto disse que o governo precisa deixar de lado "briga de egos" e se coordenar. "Bolsonaro precisa mostrar quem é o 'capo'", disse o investidor.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247