Ibovespa despenca 4,5%; ações da Petrobras afundam 14%

Em meio à insustentável permanência de Pedro Parente, a Petrobras lidera as perdas no Ibovespa nesta segunda-feira 28, com tombo de cerca de 14% para cada ação; a Petrobras teve perda de valor de mercado de 40 bilhões de reais apenas nesta segunda-feira

Ibovespa despenca 4,5%; ações da Petrobras afundam 14%
Ibovespa despenca 4,5%; ações da Petrobras afundam 14% (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado acionário brasileiro começou a semana com o Ibovespa caindo 4,5 por cento e revertendo os ganhos em 2018, impactado pelo 8º dia de greve dos caminhoneiros, que paralisou diversos setores da economia, evidenciando fragilidades do governo federal.

O principal índice de ações da B3 fechou em baixa de 4,49 por cento, a 75.355 pontos, perto da mínima da sessão e menor patamar de fechamento desde 22 de dezembro de 2017.

O volume financeiro do pregão somava apenas 11 bilhões de reais, um pouco abaixo da média diária do mês (13,85 bilhões de reais), diante da ausência de negócios em Wall Street, onde os pregões estiveram fechados em razão de feriado nos Estados Unidos.

As ações da Petrobras lideraram as perdas, com tombo de cerca de 14 por cento cada, em meio a receios sobre ingerência governamental na política de preços da companhia. A Petrobras teve perda de valor de mercado de 40 bilhões de reais apenas nesta segunda-feira.

Por Paula Arend Laier

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247