IEA: petróleo depende da economia global

O diretor-executivo da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), Fatih Birol, afirmou neste domingo que os preços do petróleo podem ter atingido o piso, mas isso vai depender do crescimento da economia global; questionado se os preços do petróleo haviam atingido um piso, ele afirmou: "Pode muito bem ser o caso, mas isso vai depender do crescimento da economia global"

Um trabalhador verifica petróleo na plataforma Cidade Angra dos Reis no campo de Lula, cerca de 300 quilômetros da costa do Rio de Janeiro. A produção de petróleo da Petrobras no Brasil somou 1,965 milhão de barris diários em janeiro, volume 3,3 por cento
Um trabalhador verifica petróleo na plataforma Cidade Angra dos Reis no campo de Lula, cerca de 300 quilômetros da costa do Rio de Janeiro. A produção de petróleo da Petrobras no Brasil somou 1,965 milhão de barris diários em janeiro, volume 3,3 por cento (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

TÓQUIO (Reuters) - O diretor-executivo da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), Fatih Birol, afirmou neste domingo que os preços do petróleo podem ter atingido o piso, mas isso vai depender do crescimento da economia global.

Questionado se os preços do petróleo haviam atingido um piso, ele afirmou: "Pode muito bem ser o caso, mas isso vai depender do crescimento da economia global".

Ele prevê que a demanda global de petróleo cresça 1,2 milhão de barris por dia neste ano, enquanto a produção dos não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (opep) deve cair mais de 700 mil barris por dia.

(Por Osamu Tsukimori)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email