Leite, tomate e batata sobem mais de 10% em abril

Entre os alimentos que mais subiram, estão batata, leite, óleo de soja e farinha de trigo

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters | Agência Brasil)


247 - Alimentos puxaram o aumento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado o índice oficial de inflação.

O IPCA subiu 1,06% em abril na comparação com março e ultrapassou os 12% no acumulado em 12 meses, mostram dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira. Em março, o índice havia ficado em 1,62%.

A maior variação (2,06%) e o maior impacto (0,43 p.p.) vieram do grupo Alimentação e Bebidas. Entre os alimentos que mais subiram, estão batata, leite, óleo de soja e farinha de trigo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira os alimentos que mais subiram em abril:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Batata inglesa (18,28%);
  • Morango (17,66%);
  • Maracujá (15,99%);
  • Couve-flor (13,25%);
  • Leite longa-vida (10,31%);
  • Tomate (10,18%);
  • Abobrinha (9,31%);
  • Óleo de soja (8,24%);
  • Farinha de trigo (7,34%);
  • Feijão carioca (7,10%);
  • Carnes (1,02%).

No acumulado de 12 meses, cenoura e tomate foram os alimentos que mais subiram. Confira: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Cenoura (178,02%);
  • Tomate (103,26%);
  • Abobrinha (102,99%);
  • Melão (82,46%);
  • Morango (70,39%);
  • Carnes (8,06%).

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email