Meirelles: economia global ainda tem liquidez

"A disponibilidade de recursos no mundo hoje ainda é relevante, e o Brasil deve o quanto antes aproveitar as oportunidades da conjuntura internacional para apoiar a retomada da economia", diz Henrique Meirelles, escolhido para ser o ministro da Fazenda de um eventual governo Michel Temer

Brasília - Ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles fala para líderes empresariais, parlamentares e representantes do governo no 10º Encontro Nacional da Indústria (Enai) 2015 (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - Ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles fala para líderes empresariais, parlamentares e representantes do governo no 10º Encontro Nacional da Indústria (Enai) 2015 (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – No artigo Mapa-Múndi, Henrique Meirelles, cotado para assumir a Fazenda caso Michel Temer se torne presidente da República, sinaliza que vê no mercado internacional uma janela para a retomada da economia brasileira.

"A disponibilidade de recursos no mundo hoje ainda é relevante, e o Brasil deve o quanto antes aproveitar as oportunidades da conjuntura internacional para apoiar a retomada da economia", diz ele.

Ele, no entanto, aponta riscos no Hemisfério Norte. "O evento nos EUA com maior impacto potencial são as eleições. Se Donald Trump vencer a convenção republicana e ameaçar Hillary Clinton nas pesquisas, suas posições voláteis e radicais podem conturbar mais o cenário", afirma. "No lado europeu, o foco do curto prazo é a votação no Reino Unido sobre a permanência na União Europeia, em 23/6. Ela será determinante para o processo, até aqui crescente, de integração continental e pode também trazer volatilidade."

"É um quadro volátil cujos desdobramentos devem ser monitorados e, na medida do possível, antecipados, principalmente pela possibilidade de reduzirem a oferta de recursos na economia mundial que o Brasil tanto necessitará para ajudar a financiar a recuperação."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email