Meirelles fracassa e repatriação arrecada apenas R$ 1,7 bi

Segunda fase da repatriação de recursos enviados ilegalmente ao exterior, uma das apostas da equipe econômica de Michel Temer para tentar fechar as contas e não aumentar o déficit de R$ 139 bilhões deste ano, arrecadou apenas cerca de R$ 1,7 bilhão; expectativa inicial era arrecadar R$ 12,7 bilhões, mas em julho foi reduzida para R$ 2,852 bilhões; o parcelamento de débitos previdenciários de Estados e municípios teve adesão de menos da metade do público potencial, segundo balanço da Receita Federal     

meirelles temer
meirelles temer (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A segunda fase da repatriação de recursos enviados ilegalmente ao exterior, uma das apostas da equipe econômica de Michel TEmer para tentar fechar as contas e não aumentar o déficit de R$ 139 bilhões deste ano, arrecadou apenas cerca de R$ 1,7 bilhão. 

A expectativa era obter R$ 12,7 bilhões com a medida (pouco mais da metade fica de fato com a União, uma vez que o dinheiro é dividido com Estados e municípios), mas esse valor foi reduzido a R$ 2,852 bilhões no último relatório de avaliação bimestral de receitas e despesas, divulgado em julho. O resultado final foi ainda menor, segundo informações do jornal Estado de S. Paulo. Os resultados devem ser divulgados nesta quinta-feira, 3, pelo Tesouro Nacional. 

Já o parcelamento de débitos previdenciários de Estados e municípios teve adesão de menos da metade do público potencial, segundo balanço da Receita Federal. Mesmo com descontos de 80% nos juros e de 25% nas multas e pagamento em 200 prestações, menos da metade dos 4,5 mil municípios e Estados que devem ao INSS aderiram ao Refis. A expectativa era de que houvesse pelo menos 3 mil optantes, principalmente porque o programa foi negociado com os municípios e anunciado com pompa pelo presidente Michel Temer na Marcha dos Prefeitos em Brasília.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247