Meirelles prepara novas medidas de arrocho fiscal

Para tentar cumprir a meta fiscal para este ano, que é um déficit de R$ 139 bilhões, o governo de Michel Temer deve anunciar nos próximos dias novas medidas de contenção de despesas; segundo o colunista Lauro Jardim, do Globo, uma delas é o adiamento de reajuste para várias categorias de servidores, previsto para janeiro de 2018; entre as carreiras atingidas estão auditores da Receita Federal e do Trabalho, peritos médico previdenciário e diplomatas

(Brasília, DF 22/12/2016) Presidente Michel Temer acompanhado do Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e do Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Dyogo Oliveira durante Café da manhã com jornalistas no Palácio da Alvorada
(Brasília, DF 22/12/2016) Presidente Michel Temer acompanhado do Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e do Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Dyogo Oliveira durante Café da manhã com jornalistas no Palácio da Alvorada (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para tentar cumprir a meta fiscal para este ano, que é um déficit de R$ 139 bilhões, o governo de Michel Temer deve anunciar nos próximos dias novas medidas de contenção de despesas. 

Segundo o colunista Lauro Jardim, do Globo, uma delas é o adiamento de reajuste para várias categorias de servidores, previsto para janeiro de 2018.

Entre as carreiras atingidas estão auditores da Receita Federal e do Trabalho, peritos médico previdenciário, diplomatas, oficial de chancelaria, entre outras. 

Temer e Meirelles estudam conceder os reajustes apenas no segundo semestre do ano que vem e esperam economizar com isso R$ 11 bilhões por ano. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247