Não é piada: Moreira diz que Temer equilibra contas com rombo de R$ 139 bi

"Coragem e determinação para tirar o Brasil da crise. Ao fixar o déficit em 139 bi, Pres Temer mostra a meta: contas equilibradas e transparentes", postou no Twitter o braço direito do presidente interino e secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI); rombo anunciado pela equipe de Michel Temer para esse ano foi de R$ 170 bilhões, mais de R$ 70 bilhões do que havia sido anunciado pelo governo Dilma; Temer gastou R$ 125 bilhões em pacote de bondades

"Coragem e determinação para tirar o Brasil da crise. Ao fixar o déficit em 139 bi, Pres Temer mostra a meta: contas equilibradas e transparentes", postou no Twitter o braço direito do presidente interino e secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI); rombo anunciado pela equipe de Michel Temer para esse ano foi de R$ 170 bilhões, mais de R$ 70 bilhões do que havia sido anunciado pelo governo Dilma; Temer gastou R$ 125 bilhões em pacote de bondades
"Coragem e determinação para tirar o Brasil da crise. Ao fixar o déficit em 139 bi, Pres Temer mostra a meta: contas equilibradas e transparentes", postou no Twitter o braço direito do presidente interino e secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI); rombo anunciado pela equipe de Michel Temer para esse ano foi de R$ 170 bilhões, mais de R$ 70 bilhões do que havia sido anunciado pelo governo Dilma; Temer gastou R$ 125 bilhões em pacote de bondades (Foto: Gisele Federicce)

247 - Parece piada, mas não é. O braço direito do presidente interino, Michel Temer, e secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, afirmou nesta sexta-feira 8, pelo Twitter, que com um rombo de R$ 139 bilhões, o Planalto está equilibrando as contas públicas.

"Coragem e determinação para tirar o Brasil da crise. Ao fixar o déficit em 139 bi, Pres Temer mostra a meta: contas equilibradas e transparentes", postou Moreira Franco no Twitter.

A meta fiscal de déficit de R$ 139 bilhões para 2017 foi anunciada ontem pela equipe econômica de Temer. O rombo para esse ano ficou em R$ 170 bilhões, mais de R$ 70 bilhões do que havia sido anunciado pelo governo da presidente Dilma Rousseff.

Apenas com bondades, Temer gastou R$ 125 bilhões: suspendeu até o fim do ano a dívida dos estados, elevou o salário dos servidores públicos e elevou o reajuste do Bolsa Família em relação ao que havia sido anunciado por Dilma.

O objetivo é tentar ampliar seu apoio político no Congresso no curto prazo a fim de concluir o processo de impeachment e se manter no cargo.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247