No pós-golpe, Brasil fecha 21 mil vagas formais de trabalho em 2017

Após o golpe que  levou Michel Temer ao poder, o Brasil fechou 20.832 vagas formais de emprego em 2017; na sequência do saldo negativo de 328.539 postos em dezembro, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho; dado negativo vai na contramão dos discurso oficial da recuperação da economia e reforça a rejeição ao governo Temer, que é reprovado por mais de 90% dos brasileiros; nova leva de demitidos se soma a massa de mais de 12 milhões de desempregados em todo o país

Temer crise desemprego
Temer crise desemprego (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O Brasil fechou 20.832 vagas formais de emprego em 2017, terceiro ano seguido no vermelho, na sequência do saldo negativo de 328.539 postos em dezembro, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira.

O dado de dezembro veio melhor que a perda de 411 mil empregos projetada por analistas em pesquisa Reuters.

Por Marcela Ayres

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247