Orientado por Guedes, Bolsonaro sanciona projeto de lei de ajuda aos setores de turismo e eventos

O ministro da Economia voltou a afirmar que a economia brasileira está se recuperando "em V" e Bolsonaro aproveitou para pregar uma suposta "volta à normalidade" na economia. Brasil tem 14,4 milhões de desempregados

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro, seguindo orientação do ministro da Economia, Paulo Guedes, sancionou com veto nesta segunda-feira (3) um projeto de lei que concede ajuda financeira ao setor de turismo e eventos durante a pandemia de Covid-19.

Pacote fornece renegociação de dívidas tributárias nos moldes defendidos pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), reserva parte de duas linhas de crédito criadas durante a pandemia para as empresas do turismo e eventos, delimita o uso de 20% do Pronampe para estes setores, assim como até R$ 1 bilhão do Peac.

De acordo com o secretário especial de Competitividade, Emprego e Produtividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, foi vetado o trecho do projeto que gerava uma redução de impostos para o setor por causa ao impacto financeiro para as demais empresas. Ele argumentou que diminuir impostos forçaria o governo a elevar os tributos de outros setores. "Não existia uma estimativa que coubesse nas compensações tributárias. Haveria um aumento de imposto sobe outros setores, o que o presidente sempre falou que é contra".

Jair Bolsonaro disse que o Executivo quer que o país volte à normalidade e citou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, articulador do golpe contra a ex-presidente Dilma, que defendeu no fim de semana a reabertura da economia."“E para nós, do Executivo, interessa que a economia funcione e que o Brasil volte à normalidade. Eu até aproveito o momento aqui para cumprimentar o Fernando Henrique Cardoso, que disse que o comércio tem que abrir, tem que voltar a funcionar. Coisa que eu falava desde março do ano passado, mas é bem-vindo esse reconhecimento por parte da maior liderança que tem o PSDB aqui no Brasil".

Guedes voltou a dizer que a economia brasileira está se recuperando "em V" e afirmou que "a maior parte" das empresas já se levantaram. O Brasil tem 14,4 milhões de desempregados.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email