PIB cresce 0,4% no 2º trimestre e governo Bolsonaro comemora

O IBGE anunciou nesta quinta que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,4% no segundo trimestre do ano, contrariando as prévias que vinham sendo apresentadas e apontavam para queda. Com isso, o país escapa de entrar no cenário de recessão técnica, apesar da economia estar praticamente paralisada. O crescimento ínfimo foi o suficiente para Bolsonaro comemorar e os especuladores fazerem a festa na Bolsa, que subia 0,79% no final da manhã

(Foto: Reuters - PR)

247 - O IBGE anunciou nesta quinta que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,4% no segundo trimestre do ano, contrariando as prévias que vinham sendo apresentadas e apontavam para queda. Com isso, o país escapa de entrar no cenário de recessão técnica, apesar da economia estar praticamente paralisada. O crescimento ínfimo foi o suficiente para Bolsonaro comemorar e os especuladores fazerem a festa na Bolsa, que subia 0,79% no final da manhã.

Na comparação com o segundo trimestre de 2018, a alta foi de 1%. O acumulado dos últimos 12 meses encerrados em junho mostra também crescimento de 1%.

Segundo, Cláudia Dionísio, gerente de contas trimestrais do IBGE, um fator importante para essa expansão acima do esperado foi a expansão do investimento, que no segundo trimestre, registrou alta de 3,2% em relação ao trimestre anterior. 

Especialistas, ouvidos pela Folha de S.Paulo, no entanto, recomendam cautela diante do resultado. "Uma alta do investimento desse nível era esperada, está dentro do padrão de volatilidade do indicador. Não representa ainda uma mudança de patamar, que ainda permanece muito baixo", diz Luka Barbosa, economista do Itaú Unibanco.

Bolsonaro celebrou o indicador no twitter afirmando que "aos poucos o Brasil vai saindo do buraco que o PT o colocou e retomando o crescimento. Estamos no caminho certo!". A frase é despropositada, pois a crise econômica do páis iniciou-se a partir do fim de 2014 quando, depois da derrota de Dilma, houve um movimento de paralisação da economia pelas elites, transformado depois em política oficial recessiva com Temer e aprofundada por Paulo Guedes. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247