Plataforma foi preservada, diz Petrobras

A estatal garantiu que a unidade não sofreu danos, tendo todas as suas instalações preservadas, e que todos os sistemas e procedimentos de segurança funcionaram conforme o previsto, durante a emergência

Plataforma foi preservada, diz Petrobras
Plataforma foi preservada, diz Petrobras (Foto: RICARDO MORAES)

Nielmar de Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - A Petrobras divulgou nota oficial ontem à noite sobre o incêndio ocorrido anteontem (26) na unidade de produção P-20, instalada na concessão de Marlim, na Bacia de Campos, que deixou dois operários feridos e ainda interrompeu a produção da plataforma.

A estatal garantiu que a unidade não sofreu danos, tendo todas as suas instalações preservadas, e que todos os sistemas e procedimentos de segurança funcionaram conforme o previsto, durante a emergência.

Na nota, a Petrobras informou que a produção da Plataforma P-20 permanece interrompida e que a unidade produziu, no mês passado, 22 mil barris de petróleo por dia.

A estatal também confirmou a criação de comissão para investigar o acidente, formada por gerentes, representantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e dos empregados. “Esta equipe se encontra a bordo da unidade com o objetivo de apurar as causas do incidente”, diz a nota.

A empresa informou, ainda, que uma outra equipe de engenharia já foi deslocada para a P-20 para preparar, no menor tempo possível, um cronograma com todas as ações necessárias para o pleno retorno à operação.

A Petrobras reitera que os dois trabalhadores, atendidos ontem na enfermaria, passam bem. O trabalhador que sofreu torção no pé encontra-se em Macaé para melhor avaliação médica.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247