Política de preços da Petrobrás: mulher morre ao tentar cozinhar com álcool

A vítima se chama Angélica Rodrigues, de 26 anos, que não conseguia comprar gás de cozinha

www.brasil247.com - Angélica Rodrigues
Angélica Rodrigues (Foto: Reprodução redes sociais)


247 – A política de preços da Petrobrás, implantada por Michel Temer após o golpe de estado de 2016 contra a ex-presidente Dilma Rousseff e mantida por Jair Bolsonaro, com a finalidade de sugar a renda dos brasileiros e favorecer acionistas privados (sobretudo internacionais) da Petrobrás, assassinou Angélica Rodrigues, de 26 anos.

"Angélica Rodrigues, 26 anos, estava cozinhando com álcool combustível em São Vicente, no litoral de São Paulo, quando sofreu um acidente e teve 85% do corpo queimado. Após semanas internadas, ela morreu na quarta-feira (6/4). Sem dinheiro e com o aumento do preço de gás de cozinha, a única maneira que a mulher encontrou para cozinhar foi usando álcool, segundo a família", informa o portal Metrópoles.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email