Políticas recessivas de Temer e Bolsonaro podem custar mais 2 anos ao Brasil

Segundo levantamento do economista Vitor Vidal Velho, da LCA Consultores, caso se confirmem as projeções do mercado de crescimento de 1,3% do PIB neste ano e de 2,5% nos anos seguintes, o Brasil só voltará ao patamar em que estava antes da recessão em 2021, sete anos depois, mais do que o dobro da média de outros países que já entraram em recessão

Políticas recessivas de Temer e Bolsonaro podem custar mais 2 anos ao Brasil
Políticas recessivas de Temer e Bolsonaro podem custar mais 2 anos ao Brasil (Foto: Alan Santos-PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Passados quase cinco anos do início da crise que abalou o país, a economia brasileira não engrena e o País deve levar sete anos para voltar ao patamar pré-crise, mais do que o dobro da média de outros países que já entraram em recessão. De acordo com levantamento do economista Vitor Vidal Velho, da LCA Consultores, quase 20 trimestres após o início da recessão, no segundo trimestre de 2014, o Produto Interno Bruto (PIB) ainda está 5,1% abaixo do nível pré-crise. Esse patamar é 11,7 pontos percentuais inferior ao que foi observado ao redor do mundo depois de períodos em que a economia retraiu. Os números foram divulgados no Blog do João Borges.

Na média, depois de uma crise, os países levam três anos para voltar à estaca zero e recuperar o tempo perdido. Segundo o estudo, caso se confirmem as projeções do mercado de crescimento de 1,3% do PIB neste ano e de 2,5% nos anos seguintes, o Brasil só voltará ao patamar em que estava antes da recessão em 2021, sete anos depois.

De acordo com o levantamento da LCA, a recuperação do Brasil foi mais rápida nas últimas décadas. Nos anos 80 a economia, cinco anos depois de tombar, já havia crescido 2,2%; na década de 90 cresceu 9,4%, e na década seguinte, 18%.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247