Uso do dólar como arma política vai acelerar a fuga da moeda estadunidense, aponta Reuters

Reportagem aponta que muitos países buscarão reservas em outras moedas

www.brasil247.com -
(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)


Reuters - As sanções dos EUA contra a Rússia devem acelerar um movimento de alguns países para reduzir sua dependência do dólar, o que também pode diminuir a demanda por títulos do Tesouro, assim como o Federal Reserve, o maior detentor de dívida dos EUA, pretende cortar participações em títulos.

Os Estados Unidos e outras nações ocidentais impuseram sanções econômicas generalizadas contra a Rússia em resposta à invasão da Ucrânia, que efetivamente cortaram o banco central da Rússia, o fundo soberano, bancos e certos indivíduos de entrar em transações em dólares americanos. 

O dólar é a principal moeda de reserva do mundo. Analistas dizem que usá-lo como uma arma financeira provavelmente acelerará um movimento já em andamento por muitos países para diversificar os investimentos em moedas alternativas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Quanto mais o usamos, mais outros países vão se diversificar devido a razões geopolíticas”, disse Zongyuan Zoe Liu, pesquisador de economia política internacional do Conselho de Relações Exteriores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email