Jean Goldenbaum: "O bolsonarismo é a face mais escancarada do neonazifascismo no planeta"

O professor e membro-fundador do Observatório Judaico dos Direitos Humanos do Brasil analisou semelhanças iconográficas e linguísticas entre bolsonarismo e nazifascismo

www.brasil247.com - Jean Goldenbaum, Adolf Hitler e Jair Bolsonaro
Jean Goldenbaum, Adolf Hitler e Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)


247 - Em entrevista à TV 247, Jean Goldenbaum, membro-fundador do Observatório Judaico dos Direitos Humanos do Brasil, analisou as semelhanças iconográficas e linguísticas entre o bolsonarismo e o movimento nazifascista mundial, concluindo que o movimento liderado pelo atual chefe do Executivo brasileiro é "a face mais escancarada do neonazifascismo no planeta."

"O linguista Victor Klamper, judeu alemão, percebeu que o nazismo não era uma ideologia política comum, mas alterava toda a estrutura social e cultural da Alemanha, inclusive linguistica e em termos de imaginário. O bolsonarismo se utiliza de questões idênticas a isso, não somente esse princípio de criar uma linguagem unicamente bolsonarista, mas essa linguagem nem mesmo original. A ideia do ‘cidadão de bem’ que usava isso era justamente a Ku Klux Klan que tinha o jornal com o “the good citizen'", afirmou.

Goldenbaum também comentou a aproximação oportunista e conveniente de Bolsonaro com judeus ao longo de sua trajetória política: "Os evangélicos neopentecostais e Bolsonaro, percebendo que poderia lucrar eleitoralmente com essa ideia, elegem um tipo de judeu, que é o que Michel Gherman chama de 'judeu imaginário', que em algum momento em Israel vai se converter ao Cristianismo e aceitar Jesus Cristo como o Messias. Por outro lado, Bolsonaro percebe que para ele é interessante a parte política disso. O judeu ideal para ele é o da extrema-direita que em grande parte governou Israel. Não é à toa que Netanyahu esteve na posse dele. É o judeu de extrema-direita, branco, que odeia árabe, armado e que em algum momento vai se converter ao Cristianismo. Essa salada mista entre religião e política é o que em grande parte possibilitou a ascensão de Jair Bolsonaro. Sem esta tempestade perfeita ele dificilmente teria votos suficientes."

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email