Djokovic pode ficar detido na Austrália no fim de semana

Detenção deve ocorrer após entrevista com agentes da imigração

www.brasil247.com - Novak Djokovic
Novak Djokovic (Foto: Reuters/Edgar Su)
Siga o Brasil 247 no Google News

Ansa - O tenista sérvio Novak Djokovic pode ser detido no próximo sábado (15), quando será interrogado por funcionários da imigração em Melbourne, na Austrália.

De acordo com a emissora ABC, o atleta poderá se movimentar livremente pelo país até às 8h (horário local), quando começará o interrogatório. Na sequência, Djokovic será escoltado por agentes da Força de Fronteira ao escritório de seus advogados para trabalhar em seu caso.

Ainda segundo o veículo, o período de detenção do sérvio deverá começar às 10h e acabar a partir das 14h. Ele ficará acompanhado pelos oficiais das autoridades de fronteira e por seus representantes.

PUBLICIDADE

No domingo (16), um dia antes do início do Australian Open, Djokovic deverá voltar ao escritório dos seus advogados por volta das 9h para uma nova audiência.

Os advogados do sérvio informaram que vão contestar as razões do ministro da Imigração da Austrália, Alex Hawke, para o cancelamento do visto de entrada de Djokovic. Nick Wood, um dos representantes do tenista, declarou que a decisão do político foi "patentemente irracional".

PUBLICIDADE

O caso do tenista sérvio foi transferido pelo juiz Anthony Kelly ao Tribunal Federal da Austrália, mas a iniciativa não foi aprovada pelos advogados de Djokovic, pois poderá atrasar ainda mais o processo.

Djokovic teve seu visto de entrada cancelado pela segunda vez pelo governo australiano, mas um juiz suspendeu a expulsão do sérvio. Na oportunidade, Hawke afirmou que sua medida foi tomada por "motivos de saúde e ordem".

PUBLICIDADE

O principal objetivo do atleta é disputar o Aberto da Austrália, mas sua presença no torneio ainda não está garantida. Djokovic está desde o dia 5 em Melbourne e quer ir em busca de seu 21º troféu de Grand Slam. (ANSA).

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email